Exemplo da Suécia - CBA - Comissão Brasileira de Agility
Exemplo da Suécia
Notícia publicada dia: 30/09/2007
Como não estamos vendo os percursos, apenas os resultados e nos comunicando com os membros da Equipe Brasileira por poucos minutos (só após as competições), não entendemos enquanto cobríamos o Jumping porque a Suécia fez 1005,74 pontos de falta.

No Mundial, uma desclassificação dá 100 pontos de falta e o não-comparecimento em uma pista dá ao time 1.000 pontos de falta.

A equipe da Suécia ficou em 6º lugar no Agility por Times, na pista de ontem, então tinham grandes chances de ter um bom resultado no Jumping de hoje.

Jörgen Tellkvist e seu cão Zack entraram em pista, sem faltas de percurso e o tempo de 29,51s, ficando em 10º(considerando os condutores individualmente). Sven Karlsson entrou em seguida, zerando o percurso também e fazendo o tempo de 30,16s, ficando em 16º). Tudo mostrava que a Suécia daria muito trabalho depois dessas duas pistas.

Porém entra em pista a última condutora sueca, a Jenny Damm. Ao seu lado, não vimos Elvis, e sim os condutores Sven e Jorgen novamente. Os três condutores acenaram para o público, enquanto o comentarista explicava que Jenny Damm viu que Elvis estava mancando ligeiramente, e por isso não iria competir. O anúncio foi seguido por aplausos de todo o público em respeito a coragem da condutora de focar na saúde do cão, mesmo em uma competição tão importante! E show as outras duas duplas, mesmo sabendo da desistência da Jenny Damm, entrarem em pista e competir pelo ouro, mesmo que não fosse mais possível.

Renan Campos

Central de Carteiras
Últimas Solicitações
Renovação de Carteira
Novas Carteiras
Buscar uma Carteira
Noticias