<b>Raça do Mês:</b> Papillon - CBA - Comissão Brasileira de Agility
Raça do Mês: Papillon
Notícia publicada dia: 06/02/2008
Embora pouco difundida no Brasil, é uma raça muito conhecida lá fora e muito usada no Agility, como pudemos ver no Mundial do ano passado. Estamos falando do Papillon, esse pequeno cão que compete geralmente no Mini (o Padrão da raça pede em torno de 28 cm na cernelha, porém no Mundial de Agility do Ano passado um Papillon competiu na categoria Midi) e que é representado nas artes plásticas junto à nobreza desde o século XV!
 
Conversamos com o criador Cláudio Gornati, de São Paulo, e Shannen Jorgensen, de Calgary, Canadá, que nos contaram um pouco de suas histórias e dos seus Papillons.
 
CBA - Primeiro, faça uma pequena introdução sobre você e seu trabalho na criação.

Cláudio: Meu nome é Cláudio Gornati e estou envolvido com criação e exposição de cães desde 1970. Já fui criador de raças como Cocker Americano, Whippet, Pug, Cairn Terrier e Schipperke. Há alguns anos, sob o prefixo Salatino, venho me dedicando à criação de Salukis, Dachshund de Pêlo Longo, Galgo Italiano e mais recentemente Papillon.

Shannen: Meu nome é Shannen Jorgensen, sou instrutora de agility e veterinária. Moro em Calgary, Alberta, Canada.
 
CBA - Quando e como você conheceu o Papillon?
Cláudio: Conheci pela primeira vez os papillons, no início dos anos 80, quando uma senhora americana, cujo marido veio trabalhar no Brasil, trouxe consigo um casal desses cães e os começou a mostrar em algumas exposições aqui de SP.
Shannen: Eu os via o tempo todo em exposições e apresentações e quando eu decidi pegar um cão Mini, eu decidi que o Papillon era a raça para mim. Desde então não tive como voltar atrás!
 
CBA - Há quanto tempo você cria a raça?

Cláudio: Muitos anos se passaram e no início do ano 2000 uma grande amiga finlandesa, radicada aqui mesmo no Embu das Artes, em viagem por seu país, resolveu comprar um papillon e trazê-lo para cá. Durante algum tempo essa amiga tentou me convencer a também importar alguns papillons para que pudéssemos começar uma criação aqui em SP pois até então só  o Canil Maison Della de Brasília é que criava essa raça. Tendo em vista a versatilidade, inteligência e docilidade dos papillons, não demorei muito a me convencer que alí estava uma raça com um enorme potencial para agradar ao público brasileiro e resolvi então importar 4 cães sendo 3 da Finlândia e 1 do Japão. Uma vez iniciada minha criação fui buscar mais matrizes e reprodutores na Suécia e nos  Estados Unidos. Hoje em dia tenho 20 cães adultos entre matrizes e reprodutores.
Shannen: Aproximadamente 10 anos agora.
 
CBA - O que você acha que aqueles que estão interessados no Papillon precisam saber sobre eles?

Cláudio: O papillon é um cão extremamente dócil, inteligente e ágil e por essa razão é o preferido entre os de porte pequeno para a prática do agility. Tanto nos EUA quanto na Europa, invariavelmente são os papillons os vencedores na categoria dos pequenos.
Shannen: Existem grandes diferenças nessa raça. Eu já vi alguns loucos como os meus; e muitos tímidos e assustados. Eles são de uma raça pequena mas não são frágeis e podem se virar muito bem! Eles são inteligentes, atléticos e MUITO barulhentos com latidos! 
 
CBA - O que você prefere numa criação: estrutura ou temperamento?

Cláudio: Desde sempre foquei minha criação na seleção de cães bem estruturados, saudáveis e com bom temperamento.
Shannen: Temperamento & estrutura andam lado a lado em um bom cachorro em qualquer raça. Você precisa dos dois para criar um bom cão de Agility! 
 
CBA - Como está a sua criação de Papillons para o Agility?

Cláudio: Apesar de toda essa aptidão do papillon para a prática do agility, ainda não tenho nenhum cão de minha criação sendo preparado para esse esporte e acredito que no Brasil todo não há um só papillon frequentando pistas de agility.
Shannen: Eu especificamente crio pelo temperamento e força nos Papillons. Cor e tamanho não são tão importantes para mim como drive, vontade de trabalhar, inteligência e um cão estável. Estrutura é muito importante também em um cão de Agility. Os Papillons precisam de um dono que está disposto a trabalhar através do barulho quando eles respondem você e de alguém que goste de se divertir! Papillons amam se divertir!
 
A CBA agradece ao Sr. Cláudio Gornati  e a Sra. Shannen Jorgensen por gentilmente responderem às perguntas acima. Para conhecer o Canil Salatino e a sua criação de Papillon, visite o site www.salatino.com.br
 
Renan Campos


Central de Carteiras
Últimas Solicitações
Renovação de Carteira
Novas Carteiras
Buscar uma Carteira
Noticias