CBA sntrevista Campeão Grau 2 Standard - CBA - Comissão Brasileira de Agility
CBA sntrevista Campeão Grau 2 Standard
Notícia publicada dia: 13/07/2008
A dupla mais presente no Agility Brasileiro de longe é Chu e Aloha. Muitas das pessoas que hoje praticam Agility viram essa dupla na 1ª prova que viram.

Depois de um ano cheio de provas e títulos, Aloha está com 8 anos e indica que não irá parar tão cedo. Segundo o Chú, ela que decidirá quando vai parar.

Confira agora a entrevista com o Chú sobre a conquista e sobre a Aloha.

Arma o boteco ai Chú!

- Como começou a praticar Agility com a Aloha?

Conheci o agility quando a Aloha tinha 4 meses, quando levei para adestrá-la. Até então, nunca tinha ouvido falar nesse esporte. No intervalo das aulas, ela via alguns cães fazendo agility e ficava alucinada querendo entrar na pista. Comecei então a me interessar pelo esporte. Depois de assistir a uma prova, resolvi tentar, pois seria uma maneira de nós dois fazermos uma atividade juntos. E foi aí que tudo começou.

- Esse foi um ano cheio de competições para você. Como foi ser a única dupla QRMBC representando o Brasil no Américas & Caribe da Argentina?
Resolvi participar do AM&C por ela, mas não esperava nenhum resultado significativo, pois sabia que iria competir com nossos melhores cães e de outros países também, além de ser uma oportunidade de poder participar com ela de uma prova internacional. Mas para minha surpresa, seu desempenho foi além das minhas expectativas, ficando em 5º lugar no QRMBC, uma boa colocação para quem não esperava nada. Acho que foi um bom resultado para o Brasil.

- Você participou de todas as etapas da Copa CBA, do Campeonato Paulista, do Campeonato Brasileiro e ainda 8 das 10 etapas do Campeonato Carioca, além das etapas do Américas & Caribe (Open QRMBC, Open do Américas & Caribe e o Américas & Caribe FCI), sendo a dupla brasileira que mais entrou em provas nessa temporada. O que o agility representa para você?
Se houvesse um prêmio para a dupla que mais participou de provas, com certeza seríamos campeões. Fazer agility para Aloha significa se divertir e a gente pode ver isso pela alegria dela na pista. E é essa é a minha maior motivação, vê-la alegre e feliz, fazendo o que gosta. Ela não faz agility para me agradar, eu é que faço para agradá-la. É a nossa cumplicidade que nos leva a participar de quase todas as provas. Fazemos o que gostamos e é isso que o agility representa para nós.

- Você foi o primeiro Campeão antecipado da temporada, ao vencer o QRMBC Grau 2 e ainda deixou muitos Border Collies para trás ao vencer o Grau 2 Standard. O que achou disso, ter um QRMBC e superar as expectativas?
Sabia que por não ter muitos cães na categoria QRMBC e pela nossa freqüência nas provas, esse resultado já era esperado, tanto que ganhou o título de campeã já na 10ª. Etapa, me dando muita alegria. Afinal era seu 1º. Título de Campeã Brasileira no QRMBC, grau 2.

Mas eu jamais pensei que ela seria Campeã Brasileira na categoria STD grau 2, competindo com alguns cães que não eram borders mas muito bons e com muitos borders melhores que ela.

E essa dobradinha me deixou muito orgulhoso, ainda mais por ser uma labradora de 8 anos de idade.

- O que significou esse título para você? Esse título para mim tem o mesmo significado de quem ganha um campeonato Mundial.
Depois de tantos anos competindo, encerramos 2007/2008 com chave de ouro.

Fomos campeões da Copa CBA em QRMBC, e nessa mesma categoria vice-campeões do Campeonato Paulista e do Campeonato Carioca, ficando também com a 3ª. Colocação na categoria STD grau 2 do Campeonato Carioca, 5º. Lugar no AM&C também no QRMBC. E para finalizar, Campeões Brasileiros no grau 2 STD e QRMBC, o que me deixou muito feliz !

- Quais são as suas expectativas para o próximo Campeonato?
Vamos participar das provas da mesma maneira, só que agora sem cobranças, sem stress, só por diversão, pois o principal é manter a sua saúde. E vai ser a Aloha quem irá decidir quando deve deixar as pistas. Não tenho o direito de tirar dela o que ela mais gosta de fazer, o agility.

- Quer agradecer a alguém pelo título?
Quero agradecer meus filhos por ter nós dado esse presente, Aloha. Também a minha mulher, por estar presente em todos os momentos. Devo um agradecimento especial ao meu amigo Mauro, por sua paciência, persistência e por acreditar que um dia chegaríamos lá e a todos que torceram por nós.

E a você Aloha, por existir!

- Uma mensagem para os praticantes de Agility!
Acreditar sempre e desistir jamais.

Um grande abraço,

Chú

A CBA parabeniza e agradece ao Chú por responder nossas perguntas.

Renan Campos

Central de Carteiras
Últimas Solicitações
Renovação de Carteira
Novas Carteiras
Buscar uma Carteira
Noticias