CBA - COMISSÃO BRASILEIRA DE AGILITY
Regulamento do VIII Américas e Caribe traduzido
08/01/2008
Prezados Amigos:

Pela presente completamos e ampliamos a informação transmitida no mês passado sobre o VIII Campeonato de Agility das Américas e o Caribe da FCI e suas provas complementares.

Normas Gerais:

O Campeonato das Américas e do Caribe compreenderá.

a) duas provas individuais: 1 percurso de agility e 1 percurso de jumping (sem a mesa).

A soma dos resultados das duas pistas (agility e jumping) determinará quem é o vencedor, e quem conquistará o título de "Campeão de Agility das Américas e do Caribe em 2008".

Pelo mesmo método, será determinado o segundo, o terceiro e um quarto colocado. Em caso de empate, somente para o primeiro colocado será realizado um terceiro percurso para desempatar.

b) Duas provas por equipes: 1 percurso de agility e 1 percurso de jumping (sem a mesa).

Cada país poderá inscrever uma equipe por categoria. As equipes terão no máximo 3 cães. Primeiro serão somados os resultados das duas pistas (agility e jumping) de cada cão. Logo serão somados os resultados acumulados dos 3 cães da equipe e se determinará a equipe " Campeã de agility das Américas e do Caribe em 2008". Posteriormente se determinará o segundo e terceiro colocados.

Em todos os casos serão dados troféus. As provas terão obstáculos homologados.

Somente poderão competir cães com pedigree reconhecidos pela FCI.

Os proprietários e condutores devem ter a nacionalidade ou sua residência permanecente no País pelo qual seu cão competirá.

O cão deve ter seu registro por pelo menos doze meses no livro de origens do pais ( carteira de trabalho ) pelo qual competirá.

As organizações caninas nacionais enviarão as inscrições devidamente completas e assinadas para o comite organizador dentro do prazo estipulado. Ao mesmo tempo, será designado um capitão ou treinador, responsável pela equipe perante o comitê organizador.

CONTROLE VETERINÁRIO:

Todo o cão será submetido a um controle veterinário antes do começo da competição serão verificadas as carteiras de vacinação anti raiva.

Os cães oriundos de uma região afetada pela raiva ou que se dirigirão a ela, deverão possuir também um certificado ou laudo de saúde válido e expedido pelo seu médico veterinário.

Não serão admitidos na competição cães doentes, feridos ou fêmeas prenhas. As fêmeas no cio poderão ser autorizadas a competir na condição de serem mantidas separadas do resto dos participantes e executarem o percurso por último nas competições.

JUÍZES:

O país organizador designará um Juiz e um Assistente (deve ser um Juiz reconhecido pela FCI).

O Juiz Assistente somente é responsável de julgar a zona de contato de subida da passarela. No caso da quantidade de inscritos superar as previsões, poderá ser designado outro Juiz.

Os Juízes não poderão julgar familiares diretos tal como : esposa, namorado, companheiro, pai, mãe, filho, filha ou pessoas que vivam na mesma casa. Os juízes são definitiveis e inapeláveis.

PRÊMIOS ESPECIAIS OU DE HONRA:

É interessante para o Agility latino americano, e aconselhável que cada país participante contribua para o êxito do Campeonato das Américas e do Caribe, colocando à disposição do Comitê organizador prêmios especiais e de honra (trocas).

NORMAS PARTICULARES

1) Haverá também um Campeonato Aberto para cães homologados e não homologados, individual e por equipes.
2) Além disso, haverá uma competição somente para cães não homologados que, em principio será individal. Se houver três ou mais equipes, se fará também por equipes dos países.
3) Por pedido de alguns países, será agregado ao Campeonato Aberto uma competição individual de grau I Agility e Jumping, com custo especial, que será informado mais adiante.
4) Por último, será agregada uma competição opcional: "limitada para cães não border collies (Q.R.M.B.C.) do grau II. Nesta prova poderão competir os cães de Q.R.M.B.C. e que estejam inscritos e tenham competido no Américas e Caribe ou em Campeonatos Abertos, sem pagar nenhum custo adicional.
5) Tendo em conta as enormes distâncias que serão transportados os cães no nosso Continente (por exemplo: do México ou Porto Rico até a Argentina), foi considerado conveniente permitir que os Países possam designar um quarto cão (reserva) por equipes. Esta possibilidade não é obrigatória, somente para os países que quiserem fazê-lo. O cão reserva ( quarto cão) poderá participar no caso de algum dos três cães titulares tenha algum problema de saúde, verificado pelo veterinário oficial. A substituição deve ser informada para registro em planilha antes do início de cada prova (tanto no Campeonato Aberto como no Campeonato das Américas e do Caribe)
Não poderá ser realizado durante o desenvolvimento do Campeonato. Exemplo: Uma equipe começar no sábado competindo com os titulares no agility, não poderá colocar o cão reserva no domingo para competir no jumping.
6) Poderá ser inscrito um condutor "reserva" para o caso de doença ou causas de força maior do titular. Como no item anterior, a substituição deverá ser informada antes do início de cada prova.
7) Será entregue a todos os participantes um "Diploma de Participação do Campeonato de Agility das Américas e do Caribe 2008". 8) Fechamento de inscrição:
Primeiro fechamento - 31 de janeiro de 2008 Segundo fechamento em 15 de fevereiro de 2008 (com acréscimo de 20%).
Junto da inscrição deve enviar o pagamento por algum dos seguintes meios:
- cheque não pessoal contra um Banco estabelecido em Nova York ou Miami (usualmente encontrados em casas de câmbio) nominal a Federacíon Cinológica Argentina.
- com saque no Western Union no nome de Andrés Oscar Vega (documento nacional de identidade : 17.441.656).
- cartões VISA ou American Express.
9) Custos:
GRAU II :
até 31 de janeiro U$ 100, (cem dolares americanos) para todas as provas.
* caso um competidor inscreva três ou mais cães de sua propriedade, o valor do terceiro cão e dos seguintes serão de U$ 75, (setento e cinco dolares americanos)

GRAU I :
até 31 de janeiro U$ 15, (quinze dolares americanos)
até 15 de fevereiro 20% (vinte por cento) de acréscimo sobre o valor do primeiro encerramento em 31/01/2008.

Saudações Cordiais.
Dr. Nestor Pedro Frascino
Presidente
Federação Cinológica Argentina.


voltar